Seja bem-vindo ao Madelyn Cline Brasil, sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Madelyn Cline. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Somos um fã site não-oficial, sem fins lucrativos e não possuimos qualquer ligação com Madelyn Cline, sua família ou seus representantes. Esperamos que goste e volte sempre!

Fundada por Lindsey Carter em 2017, SET ACTIVE é uma marca de vestuário direto ao consumidor, especializada em moda fitness, loungewear e itens essenciais para o dia a dia. Para sua primeira coleção colaborativa, a marca contratou a atriz Madelyn Cline para criar roupas inspiradas em seu próprio estilo pessoal.

Apresentando os conjuntos Sculptflex ™ originais da SET ACTIVE, as silhuetas chegam em seis tons prontos para a primavera, como verde neutro Sea Grass, roxo Nostalgia, azul suave Mist, verde pastel Martini, amarelo Daisy e vermelho laranja Golden Hour. Os designs de destaque são sem acolchoamento e com forro duplo para acentuar ainda mais sua forma natural. Em outros lugares, as leggings chegam em um ajuste de cintura alta e são feitas para expandir e contrair com seu corpo. Em roupas de lazer, espere uma seleção de conjuntos de moletom combinando, tops, camisetas boyfriend e mais co-desenhados por Carter e Cline.

A coleção, que estará a venda por tempo limitado, já está disponível aqui.

Confira o photoshoot da linha por Jesse Volk em nossa galeria.

Confira também o último episódio Set Active x MC legendado pela nossa equipe:

Matéria: HypeBae

Contagem regressiva! A data do lançamento da coleção MC x Set Active está cada vez mais perto.

Como dito anteriormente nesse post, onde explicamos e contamos da colaboração, serão lançados pequenos episódios que mostram como a criação das peças de roupas foram planejadas e feitas. No dia 1 de março, a marca liberou o segundo episódio, comentando:

A contagem regressiva para a colaboração Set Active x Madelyn Cline oficialmente começou. Lançamento de cores e estilos que vocês nunca viram antes.

Confira o episódio legendado pela nossa equipe:

E não para por aí. Hoje, 6 de março, foi enviado aos subscribers da loja uma prévia da coleção para nos deixar ainda mais ansiosos.

Confira mais em nossa galeria.

Por Bianca London (2 de março de 2021).

Pode parecer uma vida atrás, mas apenas no verão passado – nas profundezas da quarentena – nós conhecemos a estrela de Outer Banks, Madelyn Cline.

O drama adolescente – e sua protoganista – tomaram o mundo como uma tempestade e Madelyn rapidamente se tornou uma garota-propaganda da Gen-Z. A série tem tudo o que você deseja de um drama adolescente clássico, mas nas mãos de seu elenco inédito, o drama ficou muito mais profundo. E esperamos mais babados na segunda temporada. Até então, podemos obter nossa dose de Madelyn por meio de sua nova entrevista no Make It Reign, o novo podcast brilhante apresentado pelo jornalista e apresentador Josh Smith.

A estrela de Outer Banks fala abertamente pela primeira vez sobre como ela se sentiu ‘silenciada’ e em uma ‘ilha’ durante e depois de um relacionamento abusivo quando ela se mudou para Los Angeles para perseguir seus sonhos. Madelyn também fala sobre como conhecer seus colegas de elenco de OBX permitiu que ela fosse realmente ela mesma, e como ela planeja usar sua plataforma para ser um modelo para outras mulheres jovens.

Sobre a reconstrução de amizades após o rompimento de um relacionamento abusivo:

“Quando me mudei para cá (LA), estava meio que lidando com um relacionamento abusivo e por causa desse relacionamento eu me isolei de muitos amigos, e isso machucou muitas pessoas. Eu me machuquei no processo porque, quando aquele relacionamento acabou, me senti como se estivesse em uma ilha, e longe das pessoas de quem eu era amiga ou que se importavam comigo.

Isso criou medo, eu estava com medo de falar ou pedir desculpas porque eu sentia que não havia jeito, como se eu os tivesse ignorado tantas vezes ou tivéssemos brigado que… – eu defendi, menti pelo meu parceiro, ou meu namorado na época. Eu mudei completamente por essa pessoa.

Mas acabei entrando em contato e sendo honesta sobre o que estava acontecendo, e esperava que o relacionamento e aquela ligação entre nós estivessem queimados, e não estava. E isso foi bem recentemente, muito tempo se passou entre aquele relacionamento em particular e essas amizades, e a ligação não foi queimada. Isso ajudou, porque as pessoas entendem, e é muito mais fácil ter uma conversa e pedir perdão/compreensão do que guardar rancor”.

Sobre encontrar sua ‘tribo’ e finalmente se sentir aceita com seus colegas de elenco de Outer Banks:

“Acho que nunca tive uma comunidade de pessoas com as quais me conectei e que amo tanto quanto amo esse elenco. Parece que é o tipo de situação de encontrar um unicórnio, é como se as pessoas certas entrassem em sua vida na hora certa.

Essa é minha ‘tribo’, se você quiser. Estas são as pessoas pelas quais eu faria qualquer coisa. Estas são as pessoas que sei que posso ligar a qualquer momento e que estarão lá para me apoiar. Sei que essas são as pessoas com quem posso ficar na casa deles por três dias seguidos, se precisar. Estas são as pessoas que… eles são amigos de todos os momentos. Eu sinto que, de certa forma, estar perto deles me deu quase uma liberdade de ser eu mesma de uma forma que eu não tinha experimentado em um grupo de amigos ainda. Sempre me senti um pouco julgada, ou como se essa pessoa não gostasse de mim, ou sei lá o quê, só coisas mesquinhas. Mas o grupo é incrivelmente não-crítico e todos são extremamente receptivos e amorosos e, dessa forma, acho que definitivamente ganhei confiança e liberdade para apenas fazer minhas coisas, e eles respeitam e amam isso. É realmente uma sensação maravilhosa ser totalmente aceita.”

Sobre aprender a estender a mão e falar:

“Você tem aqueles pensamentos cíclicos… ninguém vai querer ouvir sobre meus problemas, não quero ser um fardo para ninguém, não quero que eles sintam que têm que me ouvir, o que eu tenho a dizer é estúpido, é idiota… Apenas aqueles pensamentos negativos que são cíclicos.

E eu acho que conforme fui ficando mais velha, comecei a ir para a terapia, e também estendendo a mão, apenas dando o primeiro passo e falando com alguém sobre como me sinto, e apenas sendo genuinamente honesta. Fiquei surpresa ao dizer à minha melhor amiga na época: Não sei como verbalizar o que estou sentindo, mas me deixa começar por aqui. Tudo começa com ‘não sei como dizer o que estou sentindo ou o que dizer, mas esta é a melhor maneira de descrever meus sentimentos, e agradeço por você me ouvir, se tiver o espaço mental para isso.’ Acho que foi aí que tudo começou. E acho que só quero que as pessoas saibam que podem fazer o mesmo. Você não está sozinho, em nenhuma capacidade.

Sobre o poder de usar sua plataforma e se tornar uma ativista orgulhosa de outras mulheres jovens:

“Acho que as mídias sociais, pelo menos para mim (quando entrei… posso estar completamente errada, mas da minha perspectiva), foi muito a ascensão dos influenciadores. A ascensão de postar fotos bonitas na praia e promover esse estilo de vida descontraído e arejado. Eu acho que agora o papel do ator, o influenciador, o artista, tudo isso está meio que se encaixando no ativismo: sendo vocal sobre suas crenças, e sendo vocal sobre todos que estão juntos em solidariedade e defendendo aquilo em que você acredita. Enquanto eu acho que alguns anos atrás, era um pouco mais aceito ficar em silêncio, não sei se é a palavra certa, mas nem todo mundo usava suas plataformas de mídia social para o bem ou para ajudar a mudar algo.

Acho que encontrar sua voz é uma jornada interessante, é extremamente pessoal. Acho que especialmente agora, por ter a plataforma que tenho, vejo muitas garotas que têm acesso às redes sociais e ao mundo de maneiras que realmente não me lembro de ter. E as pessoas são incrivelmente vocais nas redes sociais, e eu quero ajudar a educar, basicamente. Quero ajudar essas meninas a ver o que está acontecendo no mundo: independente de onde você esteja, independente de onde você more, isso é o que está acontecendo, em nível nacional. Você tem uma voz, você pode votar. Você tem a capacidade de dizer o que quiser. Use sua plataforma. Mesmo que você não tenha um monte de seguidores, você tem seus amigos, você tem sua família, você começa aí. Eu vejo a plataforma e a responsabilidade que tenho com essas meninas, e as maneiras que eu queria que se inspirassem em mim”.

Sobre sobre suas crenças:

“Quando comecei a falar abertamente, me intrometer e dizer algo não parecia certo para mim, fiquei com medo. Meu coração começava a bater mais rápido e me assustava, e me lembro de sentar e pensar: por que me sinto assim? Por que tenho medo de falar? E acho que muitas vezes as mulheres, crianças e as minorias também têm medo de falar abertamente e do conflito que isso pode trazer. Deixar as pessoas desconfortáveis ​​e potencialmente ferir os sentimentos de alguém ou não ser querida. Todas essas são razões pelas quais muitas pessoas não falam ou têm medo do conflito.

Acho que chegou a hora, acho que esses tempos realmente foram um espelho, de estar em quarentena, e também com os acontecimentos recentes que são absolutamente trágicos. Acho que eles ergueram um espelho enorme para todos. No meu caso, eu tenho me reavaliado, e realmente avaliando e dizendo a mim mesma que é importante falar abertamente. Não importa se alguém não gosta de você. Não importa se você magoou alguém, você tem o direito de falar. Você tem voz e tem o direito de usá-la. Acho que, para mim, crescendo no sul – não estou atacando o sul de forma alguma, – mas acho que no sul ainda há muitos problemas, problemas sociais que ainda correm muito soltos, e acho que um deles é definitivamente que às vezes ainda temos os valores tradicionais das mulheres e as crianças são vistas e não ouvidas.

“Acho que agora estamos vivendo em uma época em que é como se tivéssemos uma conversa. Não há nada de errado com uma conversa educada de adulto. Acho que estou aprendendo a não permitir que minha ansiedade me silencie, mas também estou aprendendo a não permitir que as opiniões dos outros, ou palavras ofensivas de outros, me silenciem. ”

Matéria: Glamour Magazine.

E ela faz tudo! Todos sabem que a Madelyn adora vestir roupas confortáveis e de academia, inclusive já foram divulgadas diversas fotos onde ela usava a marca Set Active.

Nessa semana, Madelyn divulgou que fez uma coleção de roupas em colaboração com a marca, e que serão lançados pequenos episódios que mostram como a criação das peças de roupas foram planejadas e feitas.

Confira o primeiro episódio da coleção MC x Set Active legendado:

Estou muito animada de anunciar que estive trabalhando com a Set Active para uma coleção. Isso é tão tão especial para mim e deixa eu falar para vocês que eu adoro a Set!

O lançamento da linha será no dia 10 de março. Fiquem ligados nas nossas redes sociais para não perderem nada 🥰

Mais mimos chegaram!

Madelyn Cline divulgou em seu Instagram que irá participar do Oh Deery Deery Me, podcast de sua melhor amiga Caroline Deery.

“Sentei com a minha melhor amiga @carodeery e falei sobre coisas de amizades para o @ohdeerydeerymepodcast.”

Caroline Deery dá lições de vida com amigos para ajudar as pessoas a manterem a sanidade durante a semana – tudo, desde ganhar confiança até abandonar aquele ex tóxico que substituem os laticínios pelas garotas gostosas. É um papo furado da indústria do entretenimento, colunas de conselhos confusas e colapsos casuais.

Sinopse do episódio “How to be a friend”:

Maddie e Caroline falam sobre como sair da sua zona de conforto, encontros com amigos e abertura com os outros. Ouça conselhos sobre como amar alguém em uma situação tóxica e ouça as garotas falarem sobre sua amizade!

O episódio que conta com a participação de Madelyn se chama “Como ser um amigo” e já está disponível em diversas plataformas. Confira aqui.

Nos sigam nas redes sociais para ficarem por dentro de todas as novidades!

disclaimer
O Madelyn Cline Brasil é um fã site não-oficial, sem fins lucrativos, e não possui qualquer ligação com Madelyn, sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo aqui apresentado, tais como notícias, traduções e gráficos, pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nós não reivindicamos direito de propriedade sobre nenhuma foto em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos e estão sendo usadas de acordo com a lei americana de Fair Use § 107.
Layout criado e desenvolvido por Lannie.D | Host: flaunt.nu